Notícias

Missões Jesuítas Guaranis são declaradas bens culturais do MERCOSUL

Missões Jesuítas Guaranis, Moxos e Chiquitos são declaradas bens culturais do MERCOSUL

publicado em 27 de maio de 2015, às 16h59

 

Sylvia Braga

A Comissão de Patrimônio Cultural (CPC) do MERCOSUL decidiu por unanimidade, nesta quarta-feira, 27 de maio, reconhecer as Missões Jesuítas Guaranis, Moxos e Chiquitos e La Payada como patrimônio cultural da região. A XI Reunião da CPC acontece em Jaguarão (RS) e segue até o dia 30 de maio. A avaliação técnica da candidatura do Sistema Missioneiro na região Guarani, Moxos e Chiquitos foi elaborada pelo Comitê Técnico ad hoc formado por especialistas da Colômbia, do Chile e Equador, ressaltando os valores e a importância das Missões Jesuíticas para o cenário cultural dos países da América Latina. 

Saiba mais sobre a XI Reunião da Comissão de Patrimônio Cultural do MERCOSUL no site Iphan.

Para o Assessor de Relações Internacionais do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e delegado representante do Brasil na XI CPC, Marcelo Brito, esta decisão é de grande importância para os países integrantes do MERCOSUL. Segundo ele, “foi um processo muito rico, de trabalho em conjunto, de troca de ideias e de visões, que culminou com essa aprovação, trazendo avanços para um aprofundamento quanto aos valores materiais e imateriais desse bem, e que servirá de referência para os demais países da região e do mundo”.

A representante do Comitê Técnico ad hoc, Patrícia Huenoqueo Canales, ressalta que os esforços conjuntos entre Argentina, Bolívia, Brasil, Paraguay e Uruguay foram essenciais para que CPC alcançasse esse resultado. “Esse reconhecimento constitui um vínculo entre cinco países, e dentro dessa perspectiva chegamos num grande avanço para valorização do patrimônio cultural em comum dessa região.” 

Missões Jesuíticas
As Missões Jesuítas Guaranis, Moxos e Chiquitos constituem em alguns aspectos essenciais, um bem patrimonial único, com elementos fortemente vinculados entre si, onde cada parte tem sua singularidade, que ajuda na compreensão e apreciação de um todo. Além disso, o sistema das Missões Jesuíticas faz parte de uma herança comum entre cinco países componentes do MERCOSUL. A partir dessas características, a comissão técnica ad hoc elencou os valores do bem a serem preservados com o reconhecimento pela XI CPC: Valores etnográficos. Históricos, paisagísticos, urbanísticos, arquitetônicos, artísticos e arqueológicos. 

Os remanescentes missioneiros de São Miguel Arcanjo, no Brasil, foram inscritos na Lista do Patrimônio Mundial em 1985, junto com as reduções de San Ignácio Mini, Santa Ana, Nuesta Señora de Loreto e Santa Maria Mayor, na Argentina. Esses são os principais remanescentes das missões jesuíticas em território Guarani, caracterizando uma particular organização social e forma de ocupação do território sul-americano.

 

 

Fonte:

http://portal.iphan.gov.br/noticias/detalhes/2283/missoes-jesuitas-guaranis-moxos-e-chiquitos-e-declarado-bem-cultural-do-mercosul#.VWcgj5FSL8I.facebook